segunda-feira, 15 de dezembro de 2008

Sobre filmes III

Sim! EU assisti mais "alguns" filmes! Aham... Milagre, concordo...



Stardust - o Mistério da Estrela: Uma frase... Neil Gaiman é o mestre (mais que o Shogun do Harlem...). Ele criou uma história fantástica e bela. Típico dele. Mas eu não imaginava que o mesmo diretor de "Snatch, porcos e diamantes" faria uma adaptação tão boa! Tu sente a alma do Gaiman por todo o filme. Ponto positivo pros criadores do filme.


Bem... é isso, não sou cinéfilo lembram? Ta... Eu vi mais alguns mas nem vale comentar...

Stardust o mistério da estrela.

Shogun do Harlem

Sobre os meus colegas de trabalho.

Bah! Na imobiliária em que eu trabalho, a Noblesse, encontrei diversas figuras do nosso dia à dia mas travestidas de corretor. Ah não entendeu? Ok, eu explico... Imagina uma figura bem típica, o pessimista. Esse é o cara para qual tudo da errado, nada funciona e nunca vai dar certo. Ao menos é o que ele acha (ou quer que achem que ele acha... putz, fiquei tonto depois de escrever isso!) e faz questão de deixar claro para todos! È reclamação de tudo quanto é tipo... Na figura de corretor ele reclama: dos clientes, dos plantões que faz, da falta de clientes, dos colegas... Enfim, só serve para te encher de energia negativa. Xô! Sai pra la! Aqui não tem dessas não, to muito empolgado e vou mostrar que a tal crise não está tão "crise" assim...
Tem o aproveitador: nós chamamos de "meieiro". Ele sempre ta te fazendo propostas de te ajudar com coisinhas simples sabe tipo emprestar o carro, arranjar um apê "bonzinho"... Mas não é bondade não ele quer é metade da comissão! Isso mesmo ME-TA-DE! Por te dar carona? Emprestar o carro? Sei la o que mais... Servir café?! O.o Temos espertinhos por todo o lugar mas na corretagem de imóveis eles se mostram muito perigosos... E estão lá, sempre de ouvido atento a qualquer oportunidade de "negócio".
Tem o falso amigo: ah... Esse é clássico! Vocês conhecem nem vou me alongar nele. Ele te alisa, "vaselina" e créu! (interpretem créu daquele jeito mesmo...) Rouba toda a tua comissão. Como? Rouba cliente de venda, de agenciamento, acho que até vale transporte ele rouba... (agenciamento é quando a gente encontra um imóvel e disponibiliza ele para venda)
Tem o professor e o suposto professor: O primeiro é o próprio. Ele te ensina tudo da profissão e não te cobra nada por isso. Ele se alegra com o teu entusiasmo e fica com os olhinhos brilhando ao relembrar do início da sua carreira (geralmente mais de quinze anos atrás). São boas pessoas se encontrar um deles pela vida preste atenção ao que ele diz (até porque nascemos com duas orelhas e uma boca. O segundo é aquele que acha que sabe de tudo e que precisa te contar. Muitas vezes ele se confunde com a figura do pessimista então ele te avisa dos perigos da profissão, que ela não é um mar de rosas, que é é brabo viver de corretagem... Creio que não seja tão brabo assim pois ele ainda trabalha nisso não?
Tem a mamãe: pode ser o papai também mas geralmente é uma mulher. Ela acha que você é muito inexperiente na profissão e resolve te proteger a todo o custo te entupindo de conselhos e regras. Ok, é bom receber conselhos mas proteção exagerada faz mal. Acredito que as pessoas aprendem por bater de cara na parede. Como diria um professor meu do curso de TTI "A dor é extremamente pedagógica..."

Ok, por enquanto é só pessoal. T+

domingo, 7 de dezembro de 2008

Sobre perder a luz.

Recentemente muitos dos meus amigos tem me dito a seguinte frase: "Chimia, não perde essa tua luz...". Tirando as suas devidas variações (brilho, chama, jeito, etc.) todos se referem a mim como um cara muito legal que está buscando seus sonhos e realizando-os aos poucos. Ok, tudo certo mas e o sentimento esse de que tudo está indo bem mas que algo está se perdendo no caminho, como fica? Eu não precisei dizer para ninguém mas como sou transparente logo perceberam. Eu tenho medo de no fim da jornada não me lembrar de porquê a iniciei... Não... Nada apavorante não se preocupem mas tem tantas coisas em volta de mim, tantas pessoas e afazeres, que as vezes me sinto perdido rumando a favor da maré. Entendam sem destino. Ok, a maré está me levando para onde eu quero mas eu não posso deixar a vida me levar afinal tenho o encéfalo desenvolvido e polegar opositor (ver documentário Ilha das Flores) ou seja sou inteligente (ao menos em teoria...). Porém certa vez uma amiga me disse uma frase bíblica bem interessante: "Tudo o que temí me sobreveio." É... faz sentido. Não posso me focar em tentar evitar perder a luz, tenho mais o que fazer. Não posso me resignar a seguir vida do jeito que der, eu determino o rumo da minha existência. Mas não deixarei de olhar os sinais que estão ai para qualquer um ver. Os mesmos sinais que meus amigos perceberam em mim e que eu deixei transparecer. Bem... Fiquem tranquilos. Estou alerta.

Ilha das Flores

Paralamas do sucesso - Busca vida

Ah! Só mais uma coisa. Leiam "O pequeno príncipe". Te ajuda a ver melhor a vida como é/deve ser/fingimos que deve ser...

O pequeno príncipe

terça-feira, 2 de dezembro de 2008

Sobre aves, sorvete e gravatas.

Eu devia ter postado isso antes mas a preguiça é braba... Olha só. Sabem aquelas cenas de filme que você olha e diz que é impossível acontecer? Pois é, minha vida é cheia delas... Olhem o que me aconteceu no primeiro dia de trabalho (na verdade no dia da seleção...). Eu me vesti com o terninho novo que "eu comprei" e estava pronto pra pegar meu ônibus. Então olho para o céu e o que eu vejo? Um lindo dia! Céu azul, poucas nuvens, aves voando... Aham... era aí que eu queria chegar. Respirei fundo e me pus a caminhar em direção a parada de ônibus e então vejo uma sombra passar por mim. Uma sombra rápida, pequena e vinda de cima. Advinhem... Certo! Um passarinho passou por mim e olhou para baixou e deve ter pensado assim "Olha só! Um cara de terno e gravata! Vou descarregar minhas necessidades em cima dele só de sacanagem he, he, he..." É... Cacaca... Ele mirou minha gravata e sujou ela toda! Típico de filme... Então... O que acham que aconteceu a seguir? Eu fiquei parado praguejando e o ônibus passou! Desgraça pouca é bobagem ... Enfim... Olhei o estrago feito e pensei da seguinte maneira: tenho duas escolhas, ou escolho ficar de mau humor e estragar o meu dia inteiro por causa disso ou então sigo em frente e tenho uma ótima história para contar pra todo mundo. Adivinhem o que escolhi? Claro que seguir em frente numa boa. Até arranjei uma atividade para passar o tempo: limpar cocô de passarinho da gravata...
Agora quanto a sorvete... Bem aí foi burrice mesmo... Estava eu em um dos primeiros dias do meu trabalho e como estava quente resolvi comprar um sorvete daqueles bem baratinhos, da Italianinho sabe? Errr... bem... La estava eu desfrutando os prazeres do sorvete cascão de "chocolate". E tava bom! Eu devorava vorazmente aquele treco satisfazendo minhas mais internas vontades de me entupir de calorias e "me refrescar". Mas aí uma hora tem que acabar não é mesmo? E o que se faz quando a casquinha tá no fim? Vocês eu não sei mas eu ponho o que sobrou na boca e devoro numa dentada só. O caso é que essa casquinha era diferente das outras (tenho que por a culpa em algo ...). Era uma casquinha explosiva, importada, marca ACME. Aham, uma mordida e buuuummmmm! Sorvete derretido voando pra todo o lado. Sim, ele derrete e se acumula no fundo da casquinha não sabiam? Depois do susto eu resolvi olhar para baixo e PUTZ! Tinha sorvete espalhado nas minhas calças, no meu sapato e... Na gravata! Ainda bem (!) que eu estava na UFRGS e sabia fácinho onde encontrar um banheiro para começar a operação limpeza (só para informar foi na FACED). Dez minutos depois eu estava "limpo" e sem gravata.

Disso tirei algumas lições:
1 - Aves são inimigas naturais de homens de terno.
2 - Sorvetes também, especialmente de homens de terno burros...
3 - Gravata não é apetrecho decorativo, é item de proteção.

T+

ACME Corporation

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Sobre o curso de transações imobiliárias III.

Finalmente o semestre está acabando e eu posso tirar pseudo-férias. Quais as minhas impressões sobre o curso de TTI? Bem, é um curso muito bom pois tem em seu currículo disciplinas que serão aplicadas no dia à dia da profissão. Só que não é bem assim... Muito do que eu ví serviu para ampliar meu horizonte em relação a profissão mas teve algumas coisas que foram tão "uteis" quanto a disciplina de cálculo no curso de biologia (e olha que eu gosto de matemática...). Todo mundo sabe (ou deveria) que só se pega o jeito na "lida" mesmo. Uma coisa é ver em teoria, outra aplicar na prática... Mas penso que talvez eu tenha me precipitado em relação ao curso, estou meio verde ainda quanto a coretagem de imóveis. Ei! Não pensem que escolhi a profissão errada ou entrei nela muito cedo, não estou dizendo isso. Digo que o curso não chegou no ponto em que alguém se sentiria seguro a ponto de trabalhar de verdade. Mas e daí? Não sigo padrões mesmo... Estou trabalhando e aprendendo cada vez mais. Vejo minhas limitações e me esforço para supera-las. Sempre foi assim (ou ao menos deveria ter sido, sinto como se fosse) e sempre será! Putz! Olha eu desviando o assunto de novo... Ok, para terminar direi que o curso é bem legal e que sentirei falta dos colegas nesse período de férias pois criei um vínculo com eles e a escola técnica.

É isso! Abraços!

Sobre escrever em um Blog.

Tava esperando o momento em que eu decidiria por escrever sobre isso e o melhor momento é agora. Porquê? Simples. Tem muitos amigos meus escrevendo em Blogs agora. De uns tempos para cá teve gente que reativou Blog, criou Blog, copiou Blog (hehehe ok Rudi, sei que tu não copiou nada mas vale a pegação não?). Creio que o meu tenha influenciado algumas dessas pessoas. Não que seja uma página super legal, divertidissima e coisa e tal mas mesmo assim acredito que expor minhas idéas tenha incentivado meus amigos a isso. Se não for assim, to falando besteira, ignorem...
Agora quanto a eu escrever... Bem, é libertador. Tu (Eu) sente que está em contato com o mundo de alguma maneirae que pessoas bem de longe podem ler e sentir o que você está pensando. Isso é bom, tenho muitas idéias a expor mas elas vem aos poucos em momentos de inpiração.
Outra coisa que vejo de bom em escrever é o treino "constante". Como pretendo virar escritor um dia (putz... até isso!) preciso treinar a escrita e a maneira como me comunico através das palavras e com certeza ter um Blog ajuda muito nisso!

Bem, era isso. Espero que aqueles que lêem este ou outro Blog um dia resolvam ter o seu próprio onde colocarão suas idéias, emoções e o que mais desejarem (olhem por aí, tem um montão de páginas só com link de download...) para o mundo. Abraço a todos!

quarta-feira, 26 de novembro de 2008

Sobre o trabalho de "Consultor Imobiliário"

Comecei a trabalhar numa ótima empresa do ramo de imóveis. Ok uma imobiliária mas dito assim fica mais bonito não? Enfim. O caso é que eu to trabalhando faz alguns dias já e estou muito satisfeito com a mudança de ares. O pessoal é muito prestativo e me ajudam a aprender as "manhas". Calma! Nada de corretor picareta não, o troço é sério por la. Nós trabalhamos especialmente com a classe A, gente de grana mesmo. Eu to me habituando a ver apês por um milhão e meio de reais e com quatro ou cinco dormitórios, três vagas de garagem, etc. É bom o emprego, não vendi nada ainda por estar só no treinamento mas ja sinto o clima das vendas sabem? Sem essa de crise, lá o pessoal paga a vista mesmo ou então parcela bem pouco. A única coisa que eu to achando estranho (tá mais pra engaçado) é como diabos eu moro em um apartamento JK, pequenininho, sem elevador, banheira de hidromassagem, lareira, churrasqueira (dentro do apê) e academia no prédio! Eu sou muito "chinelão" mesmo... Tenho muito o que ver e aprender...

Bem, era isso. Abraço a todos, se precisarem de um corretor (consultor como eles dizem por lá...) podem me chamar. To indo ali comprar uma protese de queixo para mim pois o meu foi ao chão tantas vezes que quebrou...

Noblesse

Sobre a Turma da Mônica adolescente III

Ah! Finalmente a turma do seu Sousa disse a razão de ter criado essa versão da turminha, resgatar o público perdido. Bem... Algumas piadas até podem relembrar coisas "old school" como por exemplo o Roboy Geórgio da edição número 3 mas no geral não me convence não... A história está correndo muito rápido na minha opinião mas isso eles dizem que é por uma questão editorial, eles preferiam que fosse diferente. Bem... Por mais que eu não aprecie a revista com afinco elogio a iniciativa pois é uma ótima tática de "marketing". As meninas superpoderosas fizeram o mesmo não, assim como os Rugrats (no Brasil, Os Anjinhos). Se funcionou com eles pode funcionar com a TM também. Só acho que o estilo mangá envolve mais do que olhos grandes e superdeformed...

Superdeformed
Manga

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Sobre os ultimos finais de semana também sobre ser feito de pelúcia.

Pergunta: até onde eu posso escrever aqui as minhas impressões?

Resposta: até onde minha consciência permitir.



Dito isto falarei sobre meu findi. Espero que não cause danos a ninguém O.o !

Muitos planos feitos a respeito do trabalho e muita ação posta em prática gerou os resultados esperados. Isso me deixou extasiado e feliz; eu precisava comemorar. Graças a um amigo de longa data (que eu achava que conhecia cada bar e boteco dessa cidade....) eu logo tava com um plano traçado para isto bem simples por sinal, beber e me divertir dizendo bobagens e enchendo a pança de comida. Até aí tudo bem, saiu tudo direitinho. O que aconteceu que eu não contava que ia acontecer foi conhecer uma pessoa, uma menina. Sabe quando você olha para alguém e pensa que algo pode acontecer? Bem... Se não sabe ainda um dia vai saber! Muitos olhares constrangedores depois eu ja tinha deixado a moça bem tímida e ela por sua vez havia terminado de me encantar. Passada a festança (nem foi tanta festa assim...), no outro dia, eu me peguei pensando nela várias vezes. Por intermédio de um amigo (o mesmo aquele, sabe?) marcamos de sair de novo mas dessa vez já com a intenção de "ficarmos". Ficar... Coisa de adolescente... Enfim, depositamos nas mãos do meu amigo o nosso destino "bohêmio" e ele acabou por não arranjar nada pras nós ou melhor arranjou mas era caro e ruim pacas! Fomos até um local não planejado (dica de uma amiga que eu não havia citado ainda...). Uma pastelaria. Ok, chega de enrolação né? Eu tentei ficar com ela a caminho da pastelaria mas fui tão enfático (sutil como um rinoceronte posso dizer...) que intimidei a menina. Mas como ela também gostou de mim o que era para ser acabou sendo. Fomos inclusive para casa dela e passamos a noite juntos. não, nada de "coisinha" antes que perguntem pois quem me conhece sabe que tenho uma postura conservadora em relação à sexo... Tá, mas e o que isso tem a ver com ser de pelúcia? Tem a ver que eu me permiti gostar de alguém, mesmo que um pouquinho que seja. Isso é um grande passo. Eu criei uma imagem mental que definiu bem o que eu senti. Era como se meu coração tivesse sido envolto por muitas placas de metal e diversos cabos e fios que me davam um suporte de vida, como se ele estivesse blindado e fechado. Sem comunicação com o mundo externo. E o pior, eu me sentia como se alguém tivesse dito que precisava ser daquele jeito, se eu tentasse viver com o coração desprotegido eu acabaria morrendo... Mas naquela noite as coisas mudaram. Ta certo que no início eu dava e recebia carinhos meio que mecânicamente apenas para ver no que ia dar. E quanto mais "rolava" mais eu achava que tava fazendo algo errado, sem sentido. Lá pelas tantas eu tinha ido dormir e acordei no meio da madruga. Fui para a janela da área pensar no que eu estava fazendo e em que desculpa eu iria dar para escapulir tão logo ela acordasse. Foi aí que eu tive essa imagem mental. E eu pensei "putz cara, uma menina linda la no quarto e tu aqui pensando em como fugir dela? te liga". Aí as coisas mudaram. Muito, bateu uma vontade de voltar lá e encher ela de beios e carinhos e de receber também. A imagem na minha mente se alterou para pedaços de placas metálicas caindo, cabos e fios se rompendo e um desespero "daquele" que havia me dito que eu não poderia gostar de novo. Eu percebí meu coração batendo e senti vontade de receber carinho de novo e o mais importante: dar carinho. Foi aí que surgiu o Chimia de pelúcia (Chimia é o meu apelido para quem não sabe...) alguém que "você" pode apertar e dar todo o seu carinho que vai responder à altura. E o mais legal é que essa menina se encaixa perfeitamente nos meus braços, como uma pecinha de lego encaixa em outra sabe?
Então... Meus dois ultimos fins de semana eu passei com essa moça e foi muito bom. Não sei onde essa "relação" vai parar mas me sinto muito bem por estar assim. Vvivo de novo, sentindo e me "permitindo". Espero não ter exposto ninguém (alem de mim é claro) nesta postagem, se sim, não foi proposital...

Não esqueçam da lição do mestre Fito...

El amor despues del amor

Valeu Rudi, por tudo!

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Sobre o blog.

Só para eu saber... ALGUÉM LÊ O BLOG!!!!???? O.o
Ok, sei que a Ana lê, o Rudi, o Juliano, a Amanda e a Carol mas mais alguém lê?
Responda com comentários para eu saber quem lê ok? Abraços e bom findi para todos!

PS: Os que eu citei respondam também para eu saber se ainda tenho leitores ok? hehehe

Sobre sentimentos.

Por mais dono de mim que eu possa ser não consigo determinar (leia controlar, dominar) os meus próprios sentimentos. O que isso quer dizer? Que eu fui ludibriado pelo meu coração mais uma vez... Mas essas experiências me fazem aprender melhor a lidar com as pessoas. Sou muito crédulo, especialmente com quem amo. Agora um pouco menos...
Minha ex-mulher me ligou pedindo para nos encontrarmos, eu ouvi o que ela dizia ao telefone e acreditei que ela queria recomeçar. Homem é um bicho bobo ...? Na verdade era outro assunto, bem diferente, nada a ver com relacionamento. Mas aprendi a dar mais razão aos fatos do que a esperança. O que eu desejo e posso fazer por estar ao meu alcance é diferente do que eu desejo e gostaria que acontecesse nem que por acaso... Pois é, doeu mas serviu para eu aprender algumas coisas a mais sobre mim e ela. Percebi o que eu imaginava estar acontecendo. Eu não a amo mais como mulher mas sim como amiga e por sinal uma amiga frágil que merece proteção e ajuda (até certo ponto...). Minha intuição me ajuda muito nesses casos. Essa intuição me disse que eu... Ah esqueçam, nem precisam saber disso. O que importa é que eu estou mais forte do que antes, sofri é claro mas isso é bom. Não fosse todo esse sofrimento eu não teria me tornado mais forte. E percebi que ela não está tão fraca assim mas ainda precisa de um pouquinho de ajuda. Vamos ver se está disposta ...

E aos amigos que me ouviram muito obrigado pois por mais raro que seja as vezes eu necessito de um auxílio. Valeu!

Duas músicas pra quem está na fossa. Ouçam a letra e sofram, dói mas limpa a alma.
PS: Não to na fossa não, passou. por sinal to ótimo! Descobri a última peça do quebra cabeça que faltava para esquecer a antiga paixão.

Gianluca Grignani - La Mia Storia Tra Le Dita
Izmalia - Quase não dói

Sobre cobranças.

Faz tempo que não escrevo ? Ok, vou deixar a preguiça de lado e atualizar isso aqui...
Bem, quem leu os posts recentes percebeu que eu estava mudando de emprego e isso trouxe uma série de mudanças na minha vida não só de local de trabalho mas também de postura. A primeira surpresa que eu tive foi em relação a minha família pois diferente do que eu achei que iria acontecer eles não me deram apoio mas sim me criticaram por sair do meu emprego antigo onde eu estava insatisfeito, ganhando menos do que o meu potencial permite e me estressando com os colegas por ser o certinho da turma... Tudo bem eu sei que os meus familiares queriam apenas me proteger mas acabaram me sufocando! E pior retiraram muita da minha energia e empolgação. Mas agora tudo está bem pois recarreguei as energias com muito esforço e dedicação mas ficou a lição: as vezes tu não pode contar nem com aqueles que tu mais gosta, não por maldade deles mas muitas vezes os outros não percebem o panorama das coisas mesmo que você explique bem... Pois é, então a medida que foi demorando para eu ser admitido no meu serviço as cobranças aumentaram... Então eu tive que pedir para pararem de me cobrar e me dar apoio ou ao menos não por areia nos meus planos. Eles entenderam o recado. Agora tudo está se encaminhando para o rumo que eu escolhi pois estou me dando muito bem na minha nova profissão e todos depositam muita fé em mim lá, principalmente eu! Logo logo estarei mais perto de concretizar meus sonhos e de quebra ajudar mais algumas pessoas a alcançar os seus...
Nunca desistam. Provem (para vocês mesmos) que a única coisa que pode impedi-los de chegar a algum lugar é a sua própria determinação.

segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Sobre trabalho e sonhos (de novo...)

A tal discussão com o meu colega na terça passada fez eu pensar o que diabos eu estava perdendo o meu tempo naquele emprego já que eu já sei que posso trabalhar na área em que quero (não preciso esperar o segundo semestre) e ganhar quatro vezes mais. No mínimo. Ei! Não se empolguem muito não... É que eu ganho pouco hoje em dia hehehe. Conversei com a pessoa que vai ser minha supervisora na nova área e ela se mostrou bem prestativa (ela confessou que passou pelos mesmos passos que eu estou trilhando agora) e vai me ajudar. Ao menos eu espero que sim. Um pouco mais perto de realizar os meus desejos, mais um item marcado com um ok na minha lista de tarefas. Como é que dizem mesmo? Ah sim, tudo começa com o primeiro passo. Eu dei esse passo à uns meses atrás. Agora estou colhendo os frutos. Tentem vocês também.

Sobre eleições III

Esse é rápido. Vou ver só dois debates por eleição de agora em diante. O primeiro e o último. Os candidatos vão falar as mesmas coisas sempre mesmo...
Em tempo. Votei 14. Com margem de erro percentual de 1 ponto para mais ou para menos. Era PMDB ou PT...

terça-feira, 21 de outubro de 2008

Sobre trabalho: colegas, convivência, postura, etc.

Semana passada eu discuti com um colega de trabalho. Acho que isso só tinha acontecido uma vez antes... Ou mais de uma se considerarmos chefe como colega. Mas o motivo da briga foi a postura dele quanto ao serviço. Nenhuma! Não segue regras, não colabora, não... Isso mesmo. Não. Se fosse na terça passada eu ia ter muitas coisas bem feias para escrever sobre ele aqui mas como passou uma semana já... Bem... O caso é que depois eu fui lá conversar com ele e ambos pedimos desculpas pelo nosso temperamento mas isso não mudou a postura dele. Ele argumenta que já está cansado do "trampo" e deseja ir embora. Pois bem, quem não ajuda não atrapalha! Ou devia não atrapalhar! Mas de uma coisa serviu esse episódio: percebi o quanto boas pessoas podem ser contagiadas pelo ambiente em que vivem. ?????? Calma... Já explico. Eu (uma das boas pessoas) já tava de saco cheio de aguentar o colega que não trabalhava direito e me estressei. Me estressando estressei ele. E assim ele estressou outro colega com as reclamações sobre a minha atitude (eu não tinha nada a ver com a vida dele e talz...) e assim sucessivamente. Até o chefe ficou me olhando com os olhos arregalados. E os clientes também. Aí eu ví que deveria parar com a discussão pois eu mesmo estava estragando o ambiente. Enfim, pensem antes de fazer certas coisas. A gota d'água pode causar um tsunami...

Tsunami wikipedia

segunda-feira, 13 de outubro de 2008

Sobre sonhos, determinação e a falta destes.

Olhem só... Imagino que já saibam que sou movido a sonhos não? Se eu não tiver objetivos a alcançar não tenho razão de existir, e os meus são um pouquinho grandes! Só que assim... Eu tenho uma boca grande sabe? Não consigo conter a vontade de gritar para o mundo o quanto eu estou feliz por ver meus objetivos sendo alcançados só que descobri (tá mais para comprovei...) que as pessoas não gostam de saber disso. Ok nem todas... Mas muita gente quando ouve meus planos põe empecilhos e defeitos dizendo a frase clássica: é muito difícil... Pô! Eu sei que é difícil mas isso não quer dizer im-pos-sí-vel! Mas nem de perto!!! Eu sei que os meus sonhos não serão realizados sem suor e sacrifício mas estou disposto a isso por eles. Então a minha dica pra quem já se sente derrotado pela vida: nunca desista. Nunca! No meu trabalho eu estou encontrando muita (mas muita mesmo!) gente que diz que deveria ter estudado mais quando jovem para evitar ser o que se tornaram. Não que o meu emprego seja algo horrível (até pelo contrário, é bem bonito) mas o pessoal diz que deixou as oportunidades passar em branco sabem? Ok, ter cinquenta anos e se achar derrotado é compreensível mas ter trinta e dizer que não da mais é ridículo! Tenho conhecido gente nos meu curso de TTI que diz que eu nunca vou ter (ou ser) o que desejo. Bem... Já disseram muita coisa de mim e eu to por aqui ainda heheheheh.
Pra terminar deixou uma história que ouvi certa vez sobre uma senhora de cinquenta anos que se formou juíza. Ela era moradora de uma comunidade do Rio de Janeiro, um morro. Começou a estudar para completar o ensino fundamental (fazendo EJA) para provar pros netos que "estudar não era algo tão difícil assim" e acabou os estudos do ensino médio pois gostou de estudar. Decidiu ir mais longe. Resolveu tentar vestibular para uma federal. Estudou em casa. Sozinha. Passou. Se formou, decidiu ser juíza... o Resto vocês adivinharam não? Exato. Ela conseguiu. Com cinquenta anos. Não estudava desde que era uma menininha. Morava no morro e hoje trabalha para melhorar a situação que encontramos nestas comunidades. Pensem nisso.

terça-feira, 7 de outubro de 2008

Sobre eleições II

Dessa vez na escola técnica da UFRGS onde eu faço o curso pra ser corretor imobiliário. Eram duas chapas... Como sempre. Uma tocava o canto dos pássaros quando os integrantes passavam. A outra a marcha imperial do Darth Vader. Quem ganhou? Quem estava melhor preparado! Pelo visto boa vontade não gera votos (não muitos) mas sim discussão e argumentos. Expor as ideias, estar preparado para uma eleição desde cedo e coisas assim. Mas o que mais me impressionou foi a diferença entre a esc. téc. da UFRGS e a própria UFRGS. Na escola não temos nada de política. Não tem sequer um grêmio estudantil! No meu colégio do segundo grau tinha, e olha que eu estudei no Dom Diogo! Os alunos falam pouco sobre eleições, seja as para a cidade ou as da escola mesmo... Talvez seja por causa da mentalidade de que curso técnico seja só para encher currículo mesmo, que o que vale é a graduação... Ok, porque estudar lá então?!

Abraço a todos.

Darth Vader's Theme

segunda-feira, 6 de outubro de 2008

Sobre o período de eleições.

Agora que passou o primeiro turno posso falar algumas coisas que eu percebi nesse meio tempo... Tá... Podia falar antes mas preferi fazê-lo agora. Me digam uma coisa: alguém vota em vereador por ele entupir a sua caixa de correio com propaganda? Se não porque a minha tava cheia de papéis?! Na verdade eu escolhi NÃO votar em quem me enchesse o correio de porcarias... E os carros de som? Por acaso alguém gosta de ter um maluco berrando no teu ouvido coisas que tu nem compreende por causa da distorção? Olha... No máximo no carnaval e depois de muito álcool... Então... Não era para mudar o modo de fazer politica e coisa e talz? Não percebi muita diferença não... As bocas de urna continuavam lá, os "militantes" continuavam balançando bandeiras, e não pediram meu celular (ok, não tem câmera mesmo, mas podiam ter pedido! Agora vou ter que pagar terapia pro pobrezinho...) coisa nenhuma! Continuou a mesma coisa, mas com novas caras à candidatura. Tivemos um candidato a prefeito que disse que precisava ir pro segundo turno para poder divulgar suas propostas... Pode isso?! E a Manuela, a quem chamaram de Collor de saias... Por sinal de onde o partido dela tira tanto dinheiro para pagar material de campanha daquela qualidade? Sei la... Enfim... Política de "verdade" continua sendo feitas nos bastidores... O resultado ta aí para todos verem, ou por acaso alguém acredita que divulgar resultado de pesquisa não influencia voto?

Certa ta a Ana, deveria ser proibido vender bebida nos dias de eleição pois o pessoal vota em cada coisa...

domingo, 28 de setembro de 2008

Sobre a Turma da Mônica Adolescente II

Bem... Eu comprei a segunda revista... Já falei da qualidade da capa e das páginas? São muito boas! Que foi? Ah... A história... Er... Bem... Digamos que o clima de AA acabou (naquelas...) e ele puderam se concentrar mais na história em si e nos desafios mas tem um outro probleminha... Ta muito rápido! Pelo visto a ideia é pular uma dimensão (leiam para entender) por edição então tudo acontece muito rápido... Acho isso um erro pois como não são histórias curtas sobre crianças eles pode se focar mais nos personagens e desenvolver melhor suas características (sem forçar o clima de AA...) e a história se desenvolveria aos poucos... Mas enfim, se os roteiristas querem assim... Nesta edição temos um clima meio RPG (não é bem definido se é MMORPG ou RPG de mesa). Quanto as piadas? Engraçadas... algumas... E sobre o tipo de público que eles desejam abrangir... Bem uma carta do Maurício no fim da revista indica que eles querem atingir todos os públicos, os jovens, as crianças e os adultos... Legítimo samba de crioulo doido... Vamos ver no que dá...

http://pt.wikipedia.org/wiki/RPG_(jogo)
http://pt.wikipedia.org/wiki/MMORPG
Samba do crioulo doido - Demônios da Garoa

Sobre filmes II

Mais filmes, dando seguimento ao meu projeto de ver filmes...
O Código Da Vinci: leiam o livro, não vejam o filme. Simples assim.
http://www.cinepop.com.br/filmes/codigodavinci.htm

O Maior Amor do Mundo: Filme brasileiro. Muito bom! Ver o José Wilker chapado vale o filme! Tem os elementos presentes nos filmes brasileiros mais recente.. Favela, violência e tráfico. Mas demonstra um bom trabalho dos atores e é uma história romântica. Vale ver, não sei se é um grande filme (como ele se propõe a ser) mas vale a pena ver. Ah! é um daqueles filmes de final de vida, sabe?
http://www.adorocinema.com.br/filmes/maior-amor-do-mundo/maior-amor-do-mundo.asp

Resident Evil 3, a extinção: Bem... Melhor que o dois... Se gosta de zumbis e poderes psíquicos... Eu gosto! Por isso gostei do filme mas não é a melhor coisa que eu já vi...
http://www.cinepop.com.br/especial/residentevil3.htm

Treze Homens e um Novo Segredo: Definitivamente não é o melhor dos três... Cheio de grandes atores como os outros mas isso não faz um filme ser bom... A história não é das mais inteligentes e não tem personagens realmente cativantes... Prefiro o clássico do Sinatra... Mas diverte!
http://www.adorocinema.com.br/filmes/13-homens-e-um-novo-segredo/13-homens-e-um-novo-segredo.asp

Paris, Texas: Esse sim! Vale todos os centavos do aluguel! Um clássico do Win Wenders de 1984. Assistam! Tem a Nastassja Kinski que vale qualquer coisa... Assistam! Não vou falar mais pra não estragar a surpresa...
http://pt.wikipedia.org/wiki/Nastassja_Kinski
http://pt.wikipedia.org/wiki/Paris,_Texas

Vou tentar ver mais filmes, abraço!

PS: O Paris, Texas eu assisti graças a um casal de felinos que resolveu namorar as 03 e 47 da madruga. Como eu não conseguia dormir resolvi ligar a televisão. Até passou a raiva dos bichanos...

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Sobre o casamento.

Bem. Um dia eu teria que postar sobre ele não é? E agora é o momento certo. Com Roxxete nos ouvidos (apelei ?) e lembranças no coração eu vou falar sobre ele.
Bem... Foi um sonho. Namorar com a Daniele foi como viver em um sonho. Nós éramos um casal perfeito. Nunca brigamos. Nunca. Concordávamos em praticamente tudo e abríamos mão das poucas coisas em que podíamos bater o pé, se fosse bobagem é claro... E combinávamos em tudo... Aprendi muito com ela e sei que ela comigo também. Mas então algo mudou. O quê? Sei e não sei, prefiro não contar... Mas agora acabou. Novas paixões estão surgindo na minha vida e não tem mais como evitar. Me apaixonei por mim novamente e tracei novos objetivos. Mudei. Claro que mudei. Deixei de ser criança. Para bem ou mal deixei. Passei a ser mais desconfiado em relação a tudo. Sim. Enfim, mudei. Muitas outras coisas aconteceram comigo, que nem adianta ficar listando aqui pois vai faltar espaço. Mas sim. Acabou. O amor que eu sentia por ela mudou, apenas amigos agora.
Por fim deixo o meu recado: não desistam nunca de seus sonhos. Mesmo que algo possa vir a acabar não desistam. Se for amor, que seja eterno enquanto dure. Se for carreira, lutem por ela mesmo que mudem de carreira depois mas sigam sempre em busca do que acreditam. O que passamos juntos foi maravilhoso sim. Obrigado Daniele. Espero que seja feliz, espero mesmo.

No fim nem postei tanto assim sobre o casamento, foi mais um post sobre superação e recomeço. Mas melhor assim. O que passou se foi. Não adianta olhar para trás.

PS: olha o que o orkut me disse:
Sorte de hoje: Seu destino mudou completamente hoje
Espertinho ele não?
PS2: Moreno alto, bonito e sensual (... to vendendo meu peixe, nem vem!) procura menina para ocupar um espaço vago em seu coração. Alguém se habilita?
PS3:Obrigado aos meus amigos e família pela força que me deram. Não teria saído do poço sem a ajuda de vocês. Valeu!
PS4: Custa caro ir para a Bahia?! =)

Beijos e abraços a todos!

Roxette - It must have been love

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Sobre a Turma da Mônica adolescente...

Putz... Sabe quando se uma noticia e não se sabe o que esperar do troço? Pois é, foi bem assim: uma amiga me falou sobre o assunto, eu procurei o site, olhei na Internet, vi os desenhos e... Não tinha uma opinião formada até hoje, quando comprei a revista. Olhei pro gibi, ele olhou pra mim, bateu aquela sensação de "nem se atreva a comprar isso!" que eu já conheço muito bem (revistas europeias e mangás tupiniquins deixam a gente bem escaldado...) mas comprei mesmo assim... Bem... Pra não falar mal vamos dizer que eu não consegui identificar na história se eles querem que seja uma revista para crianças, adolescentes ou pré-adolescentes. O argumento é bem infantil, simples pra caramba. Os personagens ficam sendo apresentados o tempo todo (sendo que já tem um breve histórico deles no início da revista. Lembra até reunião de AA "oi, sou o Cebolinha, falo trocando os erres de vez em quando..." Ok, tem quem não conheça a Turminha mas as tais novas características que eles dizem que os personagens tem são empurradas goela abaixo quase em todas as páginas... Quanto ao público à que se destina eu questiono pois leio muito quadrinhos, tanto infantis (a própria turminha) quanto "juvenis" e adultos e o diabo da história tem um que de infantil bem descarado mas então porque fazer uma versão adolescente deles? Se fosse para ser pra pimpolhos que continuasse do mesmo modo (ok ainda existem as versões originais, eu sei...) mas para "jovens" ela precisa melhorar bastante. Nem se compara com um HunterxHunter que eu comprei junto com ela. Mas é a primeira revista ainda. Temos que aguardar as próximas edições pra saber se vale a pena ou não, se vamos precisar de tratamento psicológico depois, ou não. Bem... Eu já li o manwa do Ragnarok mesmo, acho que sobrevivo ao gibi da Turma da Mônica adolescente... Com possíveis sequelas, mas sobrevivo!

http://www.interney.net/blogs/melhoresdomundo/2008/06/13/veja_a_monica_manga/
http://www.omelete.com.br/quad/100013184/Turma_da_Monica_ganha_versao_manga.aspx
http://www.assinepanini.com/turmadamonicajovem/

PS: Poeira Negra até vai mas Céuboy!? Putz seu Sousa...

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

Sobre exercícios físicos.

Sabe o que é gostar de algo e não ter tempo para fazer? E pior ainda, quando se tem tempo a preguiça bate mais forte do que a vontade e tu não faz o que queria, só pra depois lamentar o tempo perdido (leia desperdiçado)... Pois bem, isso não me pertence mais! Ok, piada infame mas serve direitinho pro meu novo (velho) projeto: corpo perfeito. Quem me conhece sabe que a minha definição de perfeição está bem próxima da de equilíbrio então é exatamente isso que eu quero. Um corpo saudável e belo, uns quilos a mais sabe? Localizados estrategicamente em forma de músculos! Mas não pensem que vou me "marombar" ou algo do tipo... Vou trabalhar o meu físico sim mas sem exagero. Quero só me definir melhor e voltar a ter o ânimo e disposição que eu tinha na época da academia. Para isso me armei de boa vontade e disposição, tirei as Mens Health do armário e me pus a ler as matérias com afinco! Tá... Não vou trabalhar só com isso não... Entrei em contato com uma nutricionista pra ter um auxílio quanto a minha alimentação e logo volto pra academia. por enquanto só exercícios matinais mesmo... Sendo que no primeiro dia que eu ia me exercitar (ou seja, hoje...) acordei as quatro e mia da manhã com uma crise de cãibra na perna esquerda (sabe aquelas que doem paca?) e nem me animei a me exercitar por causa da dor, companheira da manhã inteira... Ah... Mas não será uma caibrazinha dessas que vai me impedir de chegar ao meu objetivo não... Podem deixar, esperem uns poucos meses que o resultado virá. Os que me conhecem pessoalmente se surpreenderão com os resultados. Quanto aos que ainda não me viram ao vivo e em cores terão uma boa surpresa... Bjos e abraços para todos!

"Mens sana in corpore sano"

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mens_sana_in_corpore_sano

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Sobre trabalhar de segunda a sexta e o que fazer após o trampo.

Fazia um bom tempo que eu não trabalhava de segunda a sexta num horário normal. O último emprego era das 17h às 01h e 30min da madruga, no mínimo! Bem, pra ser sincero eu nunca trabalhei no esquema de sair pela manhã, trabalhar até umas 18h e voltar para casa. Sempre tive algo pra fazer depois do trabalho, geralmente aulas. Isso quando o trabalho não era junto com a aula (vide monitor de cursinho...) e eu sempre estava ocupado ou com um ou com o outro. Pelo menos tinha mais coisas ligadas ao cursinho na época do que apenas trabalho e estudo mas isso é passado agora, sei lá... 2006 eu acho... Bem, agora estou num emprego daqueles que todo mundo tem, tá nem todo mundo, um de manhã até de noite. E adivinhem só? Estudando! Como sempre... Se bem que ninguém precisava adivinhar nada, eu postei sobre o curso de T.I. antes... Enfim, ta certo que eu gosto de estudar mas o que eu faria se eu não estivesse vinculado ao curso? Assistir um filme? Não, certo que não... Sair com os amigos pro happy hour? É... pode ser mas logo eu teria gasto todo o salário em bebida e besteiras... Mais certo é que eu: ou iria para frente do computador conversar com amigos de bem longe (alguns mais que amigos... =*) e jogar um pouco de jogos online (leia-se Metin2.us, o único que eu jogo na verdade...) ou então a outra e mais nova opção... Tempo livre = exercícios de arte marcial! Aham, faz tempo que eu não pratico nada e bem que eu preciso pois o panceps tá aumentando e a musculatura definhando... Mas e o tempo? Onde arranjo tempo pra isso tudo? Bem... Sei lá... Penso que como eu preciso (muito me incomoda não fazer nada disso) logo eu darei um jeito de fazer tudo ao mesmo tempo. Só espero não pirar de estresse novamente... Abraços e beijos a todos. Bom fim de semana!

domingo, 31 de agosto de 2008

Sobre o dia em que eu fui um Lanterna Verde e sobre a imaginação das crianças.

Oi pessoal, para quem ainda não sabe eu trabalho numa feira ecológica aos sábados pela manhã vendendo produtos orgânicos (não diga... pois digo sim!). Bem, outra coisa que talvez vocês não saibam é minha fascinação por histórias em quadrinhos. Histórias sempre fizeram meus dias passarem mais felizes (ou ao menos suportáveis) e na infância e adolescência eu lia muito histórias em quadrinhos. Primeiro turma da Mônica e quadrinhos Disney, depois os tão famosos super-heróis... Ah, esses sim... Como todo o menino que gosta de gibis eu me imaginava muitas vezes como sendo um dos personagens daquelas histórias, ora eu era o super-homem voando por aí e evitando que misseis destruíssem a cidade, de vez em quando eu era um mutante perseguido por ser diferente... Enfim, imaginação de criança. Mas a imaginação a qual me referi no título desta postagem não é exatamente a minha não mas de outra criança. Pois bem, o caso é que essa minha fascinação por histórias de super-heróis não passou e eu ainda levo muito da criança que eu fui dentro de mim. Num dos dias em que essa criança quis sair para fora e determinar as minhas escolhas eu resolvi comprar uma camiseta com o logotipo de um herói. Bem, o herói escolhido foi o Lanterna Verde (no caso são vários Lanternas mas me refiro ao Hal Jordan...). Bem, a camiseta não vem com anel energético mas já da pro gasto. Tá, mas e a feira? Ok, calma povo, ja chego lá... Certo, essa é umas das minhas roupas favoritas e uma das minhas características mais marcantes é usar aquilo que eu gosto independente do que os outros irão pensar (hum... nada de pijama em entrevista de emprego mas a coisa vai nesse rumo...). Então num dia deses eu fui trabalhar na feira usando a tal camiseta do Lanterna. E sabe aqueles dias que tu está estressado, as pessoas te tratam mal, fim de mês, contas, coisas assim? Pois é, esse era um dia destes. Bem, como sempre eu estava lá esboçando sorirsos e cortesias para todos (afinal, meu dia pode estar sendo ruim mas eu não preciso estragar o dos outros não é?) e então que chegou o pai. E a criança. Pai e filho, fazendo compras na feira, cena comum. Eu já tinha visto um monte de vezes... Mas a diferença é que enquanto o pai estava escolhendo algumas maçãs ecológicas o menino, que deveria ter entre seus seis ou sete anos no máximo, ficou me olhando com uma expressão maravilhada no rosto. Sabe aquela cara que a gente faz quando está vendo um show de mágica? Pois bem, era bem essa mas sem tentar descobrir como se faz o truque... Bem, aí o menino me olhava e eu olhava pra ele pensando o que que eu tinha de tão interessante assim... Foi quando me veio a pergunta: Tio, você é um Lanterna Verde?!? Aham, assim mesmo! Bem, eu sorri e respondi que sim, que eu era um Lanterna Verde. Aí ele arregalou os olhos e olhou para o pai dele e falou: Pai! Pai! Ele é um Lanterna Verde! Nisso ele olhou para mim e perguntou onde estava o meu anel (lembram que eu disse que a roupa vinha sem?), er... bem... Ele está recarregando na bateria! Foi o que me occorreu na ora... E sabem o que aconteceu? Ele acreditou oras! Depois disso a ultima coisa que ele me perguntou foi porque eu estava alí se eu era um super-herói? Desta vez quem respondeu foi o pai dele dizendo que até os super-heróis precisam trabalhar. Eu concordei e disse para o menino sempre obedecer os pais dele e comer as coisas saudáveis que o pai estava comprando naquele dia (e por obviedade nos outros também ou seja.. sempre né!) ou algo assim, não lembro mais... Bem a história termina com eu comentando com o pai da criança o quanto a imaginação dos pequenos é maravilhosa e ele concordando, dizendo que não parava de se surpreender com o prório filho. Nisso eles se foram mas o menino olhava para traz em minha direção com aqueles olhos maravilhados e a expresão mágica ainda em seu rosto...
Então... Nesse dia eu fui um membro da tropa dos Lanternas Verdes. Com muito orgulho!

"No dia mais claro, na noite mais densa..."

http://pt.wikipedia.org/wiki/Lanterna_Verde

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Sobre as novas não tão novas tecnologias de informação.

Bem... Todos sabemos (ou deveriamos saber) que estamos na era das comunicações. Hoje em dia é possivel conversar com seus parentes lá do interior do estado ou até mesmo outra parte do país, e se você for fundo mesmo no negócio pode fazer amizade com alguém de outro país. Até aí nenhuma novidade pois já podiamos enviar cartas para praticamente qualquer parte do mundo. Demorava mas um dia chegava! A diferença nos tempos atuais é a velocidade dessa comunicação. Veio o e-mail e nós podiamos rapidamente enviar uma correspondência, ainda que eletrônica, para uma pessoa que poderia estar em qualquer lugar no mundo, desde que ela tivesse acesso a internet... Depois a febre do pessoal que é o MSN onde podemos passar horas falando (na verdade teclando...) com alguém sem sairmos da comodidade da nossa casa, com Coca-Cola e tudo. A comunicação é instantânea. Tá, e aí? Qual a novidade? Bem nenhuma, só escrevo isto para falar das minhas experiências com um programa que já está disponível faz algum tempo só que eu não havia usado ainda (ok testei uma vez mas não tinha achado que era o bicho...) o Skype. Puxa! Esse sim é comunicação instantânea! Tu pode conversar (literalmente) com alguém por horas e horas sem perder nada na qualidade de som. O MSN também permite conversas de áudio mas o som é muito ruim mesmo com conexão bem rápida. No Skype o som sai perfeito e sem atraso nenhum na transmissão. E ainda permite chamadas para telefones convencionais! Ok, sei que como o programa não é exatamente novidade isso pode parecer bobagem para alguns mas pense só, ontem não se podia falar com ninguém alem da distância de um grito, hoje eu posso conversar, ainda que em inglês, com uma amiga minha na Grécia! É, em inglês porque eu ainda não to falando grego... Isso sem contar As longas horas de papo que eu tenho com outra amiga da Bahia, e eu estou no Rio Grande do Sul. Isso é uma revolução com certeza. Podemos fazer muito com isso, para o bem e para prejudicar também, é claro.
Bem, é isso. Experimentem o Skype (poe no Google. Vocês vão gostar. Para ele ser perfeito só falta a opção de enviar mensagens offline, nisso o MSN e o antigo ICQ ainda são melhores...
Abraço a todos, kisses and hugs for Stavria and Mandy. Cya!

segunda-feira, 18 de agosto de 2008

Sobre filmes.

Bem... Pra quem ainda não sabe eu não sou um grande cinéfilo... Na verdade eu posso dizer que não sou nada cinéfilo... Porém ultimamente resolvi assistir alguns filmes para ter sobre o que conversar nas rodas de amigos quando o assunto vem a tona...
Sobre o Ilusionista: bah... muito previsível... Detesto filme onde eu já imagino o fim antes do meio dele.... Bons atores sim, mas um roteiro muito previsível. Não quero ofender ninguém mas para mim foi!

Número 23: Ahhhhhhhh! Esse sim! É difícil aparecer uma história que me surpreenda e nesse caso foi exatamente o que aconteceu! Claro, eu poderia ter advinhado o fim mas a história foi tão bem contada e as interpretações são tão boas que fui pego de surpresa com o desfecho. Muito bom! Parabéns ao Jim Carrey, Virginia Madsen e ao diretor Joel Schumacher. Para quem não sabe de que filme eu estou falando de uma olhada aqui:
http://www.netcinema.com.br/numero-23/numero-23-sinopse/

1408: Vale a pena. Se eu não sou fã de filmes sou menos ainda de filmes de horror (um bom suspense eu até encaro...). Esse aqui trata de suspense com uma pitada de terror no melhor estilo Stephen King. A interpretação dos atores é muito boa, as cenas também foram muito bem produzidas. Tudo para te deixar num clima angustiante dentro de um quarto fechado. Muito bom! O final tu já imagina mas a maneira como a história lhe é contada te faz querer ver até o fim. Valeu a indicação pai!
http://www.adorocinema.com.br/filmes/1408/1408.asp

Bom, quando eu falar de filmes tentarei evitar contar a história. posso não ter dado motivos suficientes para qualquer um assistir a esses filmes mas vale a minha indicação. Abraço a todos!

Sobre o curso de Transções Imobiliárias II

Ok, a resposta é simples... Cada um dos meus colegas tem o seu próprio motivo mas o senso comum diz que ser corretor dá grana! Ok, já imaginavamos isso mas ainda assim não explica a razão de sair da sua área e ir para outra. Bem... Muitos deles não pretendem realmente mudar de carreira mas sim ter uma segunda alternativa que lhes permita obter algum ganho. E o motivo de ter escolhido logo este curso é porque muitos tiveram suas próprias experiências com compra e venda de imóveis. Boas e ruins... Expecialmente o pesoal de mais idade, acima dos cinquenta anos...

sexta-feira, 15 de agosto de 2008

Sobre o curso de Transações Imobiliárias.

Bom... Dentro do meu projeto de um novo eu resolvi investir em uma das minhas maiores qualidades: habilidade para vendas. Ok, não consigo vender gelo pra esquimó ou areia para beduíno mas sou bom em convencer os outros a comprar algo (cara de pau eu tenho...) então resolví fazer o curso pra tirar o creci e poder vender imóveis. Tá, mas e o curso? Não vai falar sobre ele? Vou sim. Curso noturno na Escola Técnica da UFRGS, dura um ano e meio. Comecei nesta terça (aham... só postei na sexta, eu sei...) e tenho cerca de 34 colegas, varia de acordo com a aula... Bem, o que mais me chamou atenção foi a quantidade de pessoas com curso superior fazendo um curso técnico! Tem umas 15 pessoas por lá que ja são formadas e dos mais variados cursos. Temos engenheiros civis, pedagogas e até sociólogas! Interessante... Tu faz uma faculdade e resolve ser corretor? Qual o motivo para isso? Falta de vagas no mercado? Encontrou a vocação que não sabia ter? Desespero!? Não sei não... Teria que conversar com cada um para descobrir, isso se me falarem a verdade... Não vejo nada de errado nisso apenas fiquei curioso... Vou tentar falar com o pessoal, depois posto o que descobri. Abraço a todos.

Primeira postagem... Sobre o que falarei?

Ok, vou falar um pouco sobre mim. Estou para fazer 26 anos e só comecei a enxergar o mundo de verdade faz um ano e meio, outra hora falo melhor sobre isso... Pretendo postar as minhas impressões quanto as minhas experiências volta e meia por aqui... Pra quem não me conhece eu sou gaucho e estava cursando biologia na UFRGS mas penso em parar e trocar para psicologia. Bem, no decorrer dos dias falo mais sobre mim ok? Abraço!